PRAIAS E PONTOS HISTÓRICOS EM CARTAGENA

Chegou ao fim nossa expedição por Cartagena, a cidade abençoada pelo mar do caribe com uma temperatura média de 28ᵒc e 2500 horas de raios de sol por ano. Todo dia é dia de praia em Cartagena!

Por Reggie Oliveira

Nesta parte da expedição por Cartagena, todo dia é dia de praia! Uma cidade abençoada pelo mar do caribe com uma temperatura média de 28ᵒc e 2500 horas de raios de sol por ano.

Pontos de visitação fora da cidade amuralhada e suas praias

Com 119 km de praias e 28 ilhas no arquipélago das “Islas del Rosario”, Cartagena oferece diversas opções para aqueles que procuram sol e mar. Mas se deseja paisagens paradisíacas de praias desertas, você terá que sair do centro histórico e conhecer outros pontos fora da região metropolitana. Se mar não é sua praia, fora da cidade amuralhada existem diferentes opções para visitação histórica. Vista roupas claras, capriche no protetor solar e use um chapéu. Estes itens não são opcionais. No momento em que você sai da cidade, você deixa para trás a sombra e a água fresca, restando apenas o mesmo sol escaldante.

Convento de La Popa

Também conhecido como “La Popa”, este mosteiro tem mais de 400 anos e fica localizado na colina mais alta da cidade oferecendo uma visão ampla de Bocagrande, Cidade Velha, Baía e La Boquilla. O edifício foi construído em 1606 pelos padres agostinianos recoletos e possuí em seu centro um grande e florido atrium, que traz conforto para os dias quentes e uma total sensação de paz (há sempre uma música tranquila tocando). Do atrium é possível acessar a capela com a imagem de “La Virgen de la Candelaria”, padroeira da cidade, e o altar com lâminas de ouro e pinturas a óleo. Existem tours para chegar até lá, porém, negociando com um taxista ele pode te levar e aguardar para o retorno (veículo R$45 + R$5 entrada por pessoa). Meia hora é o suficiente para percorrer o edifício, admirar a vista e voltar para a parte baixa da cidade.

Castelo de San Felipe

É o maior edifício militar do império espanhol do Novo Mundo. Originalmente construído em 1536 com coral extraído dos recifes sobre o morro de San Lázaro, a fortaleza foi expandida de acordo com a necessidade até 1657. Defensor da cidade contra ataques dos ingleses, o castelo tinha função de dominar o único acesso que a cidade possuía pelo continente. Com vista privilegiada para todos os pontos da cidade, a dica é usar um chapéu e roupas leves, pois é escasso de sombras e as temperaturas podem ficar altíssimas. (entrada: cerca de R$25).

Las Botas Viejas

Localizado na parte de trás do castelo de San Felipe, as botas são um tributo a um dos maiores poetas da cidade, Luis Carlos López, e seu trabalho mais popular, “A mi Ciudad Nativa”.

Monumento a La India Catalina

Companheiro de Don Pedro de Heredia em sua campanha de colonização, a Índia Catalina é imortalizada em uma bela estátua que se tornou símbolo de Cartagena das Índias.

Bocagrande

Sendo honesto, não é a melhor praia próxima a cidade, todavia não impede de ser uma das mais movimentadas na alta temporada e aos finais de semana. Se não tiver tempo para conhecer as demais ilhas, é um bom local para tomar alguns raios de sol ou tentar a sorte em um dos casinos. A península é a área mais comercial de Cartagena e está recheado de vários hotéis de redes americanas, condomínios de médio e alto padrão, shoppings, galerias de arte e longas praias. No quesito areia, ela é bem escura e repleta de vendedores ambulantes que vendem de tudo, até massagens. Um assédio que é comum em qualquer região, praia ou ponto de visitação em Cartagena, seja na cidade histórica ou demais ilhas do caribe colombiano.

Islas del Rosario

Localizado a apenas uma hora de barco, o arquipélago de “Islas del Rosario” possui dezenas de pequenas ilhas privadas que foram uma vez o refúgio caribenho de Pablo Escobar. Com águas cristalinas, vida vibrante marinha e belos recifes de coral, aqui é realmente possível degustar do turismo caribenho. Caso esteja visitando com a família, a região é perfeita para atividades, como ver shows de golfinhos no Oceanário Islas del Rosario, mergulho, ou andar de jet-ski. É possível desfrutar de um almoço de lagosta fresco capturado pelos pescadores locais (cerca de R$80), porém todo pit-stop é cobrado, inclusive as cadeiras mergulhadas nas águas quentes, sua localização (com ou sem sombra) e por aí vai… Prepare o bolso, ou tenha uma boa lábia para pechinchar.

Almoço Típico Ilhas del Rosário

Playa Blanca

Se seu orçamento anda enxuto e deseja apreciar as águas azul-turquesa, poucas ondas e areia branca e fofa, Playa Blanca será sua opção mais atraente. Todavia, como mencionei acima, o assédio dos moradores da região vendendo produtos ou serviços é intenso. Acessível por terra ou mar (cerca de R$80 por pessoa), a praia torna-se conveniente para os viajantes de todos os orçamentos e inclui almoço (peixe frito com banana-da-terra e arroz de coco). Eu altamente recomendo protetor contra mosquitos e evitar os finais de semana, você não encontrará espaço para pegar um bronze. Desta praia é possível comprar passeios para as Islas del Rosário (cerca de R$60 por pessoa adicional).

Isla de Baru

Localizada logo após Playa Blanca, a região está sendo desenvolvida para ser um novo polo turístico. As praias são mais íntimas, com manguezais e corais. Pode ser alcançado via terra ou por mar. O maior ponto de encontro da ilha é Cholon, onde há engarrafamento de embarcações diversas, yatchs privados tocando reggaeton no último volume e uma turma de foliões como em uma despedida de solteiro. Se a intensão é ser festivo e dinheiro não é o problema, Cholon é o local, no entanto não espere muito conforto, o local é um manguezal. É possível hospedar-se em Coconut Island ou Agua Azul Beach Resort se desejar pernoitar ou aproveitar um serviço “all inclusive”.

Agradecemos seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido !!
%d blogueiros gostam disto: